terça-feira, 24 de agosto de 2010

Egoísmo Eleitoral

Andei pensando. Pensando muito mesmo sobre meu voto para Governador. E cheguei a uma conclusão altamente egocêntrica. Siga meu raciocínio:

Gabeira, como diria o candidato a presidente Plínio, deve ser hipoconcondríaco; só fala de saúde. Eduardo Serra, além da carinha de sonso só fala de escola. Se ele é professor, bom pra ele! E eu com isso? Jefferson Moura do PSOL nunca foi nem síndico de prédio, como vai administrar um estado? Cyro Gomes com o PSTU. Meu Deus! O PSTU ainda não chegou à realidade? E nem o Cyro? O tal do Peregrino só fala mal dos outros, proposta que é bom nada; sem contar a aliança negra com a quadrilha Garotinho. E Sérgio Cabral, o atual, só quer saber de UPP e acabar com favela e traficante. O resto pode cair aos pedaços.

Com isso já excluí de cara o Cyro, o Peregrino e o tal do Jefferson, que não me oferecem nada. Sobram a saúde, a educação e a segurança. Difícil decisão. Mas foi quando veio a luz: se eles só pensam no que lhes interessa, porque não eu, cidadã, fazer o mesmo?

Educação? Sempre paguei!
Saúde? Continuo pagando!
Quer saber? Prefiro mesmo a segurança.
Contratar um guarda costas não cabe no meu orçamento.

2 comentários:

Bill disse...

Infelizmente o tempo todo temos que ficar escolhendo prioridades e candidatos por exclusão ou falta de opção. Espero que um dia a gente possa votar por realmente acreditar que os políticos vão conseguir melhorar esse país, administrando melhor o dinheiro que a população paga em impostos e sendo dignos representantes das pessoas. Enquanto isso, espero conseguir votar no menos pior, aquele que quando colocamos na balança ainda temos um saldo positivo. Não é responsabilidade apenas dos políticos mudarem o país, mas eles podem contribuir e muito para isso. Ainda que pareça distante, eu tenho esperança de ver um país melhor no futuro.

Anônimo disse...

Cabral é a melhor opção para o Rio. Queremos a continuidade de seus projetos e realizações...Estamos juntos por um Rio melhor!